Tinta Por Uma Linha

Basta um pássaro voar

Tinta por uma linha. A décima quinta crónica de Francisco Mouta Rúbio, acompanhada pela ilustração do artista dualgo. E eu aqui sentado ceifando a colheita alheia das imagens tornadas palavra. À minha volta, a nossa Lisboa decepada de amor, esventrada pelas injecções...

Admirável Mundo Velho

Tinta por uma linha. A décima quarta crónica de Francisco Mouta Rúbio, acompanhada pela ilustração do artista dualgo. E a cidade toda desenhar-se-á pelas quatro paredes que restam, o mundo caberá nestas estantes soltas, de livros, ideias, gestos e imagens por onde me...

Uma Cidade em Construção

Tinta por uma linha. A décima primeira crónica de Francisco Mouta Rúbio, acompanhada pela ilustração do artista dualgo. Não há planos perfeitos para esta cidade. Quais soluções instantâneas, Lisboa não é sopa de ir ao micro-ondas durante dois minutos e já está....

Les jeunes

Tinta por um linha. A décima crónica de Francisco Mouta Rúbio, acompanhada pela ilustração do artista dualgo. Pois nem deveria estar a escrever tal crónica. Se os políticos soubessem quanta gente se preocupa com a emergência climática e com o fim dos combustíveis...

Ir e voltar a ficar

Tinta por uma linha. A nona crónica de Francisco Mouta Rúbio, acompanhada pela ilustração do artista dualgo. - Então e é sobre isso que escreves nas crónicas da Artéria? - Sobre o quê? - Isso, o pós-colonialismo e a memória colectiva da nossa geração? - Ah, não, não…...

Lisboa, não sejas burguesa

Tinta por uma linha. "Esqueçamos, por momentos, esse consumismo delirante e admiremos como o Tejo reflecte a ineficiência do belo". A oitava crónica de Francisco Mouta Rúbio, acompanhada pela ilustração do artista dualgo. Há tempos colocava uma personagem a...

Pin It on Pinterest