Crónica 0

Percursos

A cada um a sua Lisboa, celebra o leitor Vítor Oliveira Jorge, numa inspirada reflexão sobre a forma singular como todas as pessoas apreendem a vida nesta urbe. “Porque nenhum de nós, urbanitas, alguma vez consegue abarcar o corpo infinito de uma cidade e, portanto,...

Comemorar Ribeiro Telles em Lisboa (todos os dias)

Não é muito comum, no nosso país, alguém ter sido ministro e acabar por se converter numa figura consensual. Mas foi isso que sucedeu a Gonçallo Ribeiro Telles, que nos deixou há quase dois anos. Todos lhe reconhecem um papel central na arquitectura paisagista e na...

Aeroportos, aviões e outras elevações

O sobrevoo de Lisboa por aviões comerciais tem sido uma constante nas últimas décadas. Difícil, por isso, não os associar à cidade. Mesmo que, devido ao ruído, à poluição e à insegurança, sejam fonte de constante irritação. Não a ofuscando, de todo, o leitor Vítor...

Carta à minha Senhoria

Tinta por uma linha. A sexta crónica de Francisco Mouta Rúbio, acompanhada pela ilustração do artista Dualgo. Estimada Senhoria, Escrevo-lhe apenas para gravar uma quantas memórias deste oriente cada vez mais central. Começo por agradecer-lhe o magro aumento de renda...

As escadas do metropolitano

Uma crónica de uma leitora do Artéria sobre o que, perante a azáfama quotidiana na cidade, muitas vezes se nos escapa. Ou, dito de outra forma, uma breve meditação a propósito de coisas que, parecendo carecer de motivo óbvio para prenderem o nosso olhar sempre...

Pin It on Pinterest